Temperaturas de até 50°C marcam verão nos Estados Unidos

Em Las Vegas, calor aproxiam-se do recorde de 47ºC, registrado em 1942 e 2005

Agencia Estado

06 Julho 2007 | 16h28

O verão começou a castigar os Estados Unidos, sobretudo alguns Estados da região oeste do país, como Nevada e Arizona, onde, nas últimas horas, os termômetros chegaram a registrar máximas de até 50°C. Em Las Vegas, a temperatura nesta quinta-feira deveria chegar a 46°C, quase o recorde de 47°C, alcançado em 1942 e que se repetiu em 2005. O calor insuportável também chegou ao Arizona, onde localidades como Bullhead City enfrentaram, na quarta-feira, 4, temperaturas de 50°C. Os termômetros de cidades como Fénix e Yuma marcam, nesta quinta, mais de 40°C. As altas temperaturas se estendem até aos Estados mais a noroeste, como Idaho, onde a população, não acostumada ao calor excessivo, tentava se proteger da recente temperatura de 37°C. George Taylor, meteorologista-chefe do Estado de Oregon, não acha que haja motivos para alarme. "É uma onda de calor, sem sombra de dúvida, mas, salvo exceções, não foram batidos recordes (de temperaturas)", disse Taylor, que prevê que a situação se prolongue por pelo menos mais dois dias. O meteorologista também destacou que o verão americano de 2007 será tórrido, sobretudo nos Estados do sudoeste, como Nevada, Utah e Arizona, assim como na região leste da Califórnia, onde são esperadas temperaturas mais altas que o normal. De qualquer maneira, o especialista não acha que a atual onda de calor seja outra manifestação do temido aquecimento global. "Eu não vincularia o calor a esse fenômeno", disse Taylor, que acha as altas temperaturas não passam de um fenômeno normal em meses como o de julho.

Mais conteúdo sobre:
calor eua 50ºC

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.