Tiro atribuído a policial mata mãe e fere criança em SP

Uma mulher morreu e o filho dela, de 1 ano e 10 meses, foi ferido com um tiro supostamente disparado por um policial civil em uma tentativa de abordagem a um suspeito ontem na região do Capão Redondo, zona sul de São Paulo. Edinalva de Oliveira da Silva estava com o bebê no colo quando os dois foram baleados. Eles foram socorridos, mas a Edinalva não resistiu aos ferimentos e morreu pouco depois. A criança passou por cirurgia e está fora de perigo.

DANIELA DO CANTO E RICARDO VALOTA, Agencia Estado

22 Julho 2009 | 08h03

Segundo testemunhas, dois investigadores à paisana deram sinal de parada a um motoqueiro que passava por uma rua na região do Capão Redondo. O motoqueiro ignorou os policiais e um deles disparou. O tiro acertou a perna do bebê e o coração de Edinalva, de 30 anos. As vítimas foram atingidas a cerca de 25 metros de onde estavam os policiais. Elas acompanhavam a sogra de Edinalva até a casa dela. O caso será investigado pela Corregedoria da Polícia Civil.

Mais conteúdo sobre:
Polícia Civil tiro mãe filho

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.