Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Tenha acesso ilimitado
por R$0,30/dia!
(no plano anual de R$ 99,90)
R$ 0,30/DIA ASSINAR
No plano anual de R$ 99,90

Três mortos na Maré eram inocentes

Pelo menos três dos dez mortos durante operação do Batalhão de Operações Especiais (Bope) no Complexo da Maré, após uma manifestação que terminou num arrastão contra motoristas na zona norte do Rio, na segunda-feira, 24, não tinham antecedentes criminais: o garçom Eraldo dos Santos da Silva, de 35 anos, o engraxate Jonatha Farias da Silva, de 16, e o sargento do Bope Ednelson Jerônimo dos Santos Silva, de 42, morto com um tiro na cabeça supostamente disparado por traficantes da Favela Nova Holanda.

AE, Agência Estado

26 de junho de 2013 | 19h41

Moradores e organizações não governamentais (ONGs) se reuniram nesta quarta-feira com o coronel Hugo Freire, chefe do Comando de Operações Especiais. O encontro foi marcado após a comunidade acusar policiais militares de ter executado a facadas três moradores dentro de suas casas para vingar a morte de Jerônimo dos Santos Silva. De acordo com a perícia, nove corpos não apresentavam ferimentos por facas.

Tudo o que sabemos sobre:
ProtestosarrastãoRioMaré

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.