PUBLICIDADE

FHC encabeça manifesto de intelectuais pró-Alckmin 

Manifesto em defesa da candidatura tucana conta com 91 assinaturas

PUBLICIDADE

Foto do author Pedro  Venceslau
Foto do author Adriana Ferraz

Faltando cinco dias para o primeiro turno das eleições, o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso encabeça um manifesto em defesa da candidatura de Geraldo Alckmin (PSDB) à Presidência, que foi lançado hoje e conta 91 assinaturas. 

Além de FHC, entre os signatários estão o economista Samuel Pessôa, o cientista político Rubens Figueiredo, o cineasta João Batista de Andrade, o administrador Guilherme Setúbal e o educador Cláudio Moura e Castro. O manifesto foi organizado por Rubens Figueiredo, Antonio Lanzana, Gustavo Dedivitis, José Álvaro Moisés e Roberto Macedo.

O ex-presidente Fernando Henrique Cardoso no Instituto FHC, em São Paulo Foto: JF Diorio/Estadão

O texto diz que o Brasil precisa de um “compromisso radical com a democracia” e defende a realização de reformas. A iniciativa ocorre em um momento delicado para a campanha de Alckmin, que na mais recente pesquisa Ibope/Estado/TV Globo apareceu com 8% das intenções de voto.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.