Agentes da Lei Seca multam cerca de 300 motoristas em São Paulo e Rio

Nova versão da Lei Seca adota penalidades mais rígidas para motoristas que dirigem embriagados

Fernanda Nunes e Beatriz Bulla, Agência Estado

25 Dezembro 2012 | 15h05

Atualizada às 17h05

Agentes da Operação Lei Seca, que visa reduzir acidentes provocados por motoristas embriagados, multaram 233 pessoas no Rio de Janeiro na noite de Natal - entre segunda-feira, 24, e esta terça-feira, 25. Em São Paulo, 62 motoristas foram multados desde sexta-feira, 21, por embriaguez no volante.

O governo do Estado do Rio de contabilizou 22 veículos rebocados e a apreensão da carteira de habilitação de 75 motoristas entre a véspera de Natal e a manhã de terça-feira. Ao todo, foram parados pela operação da Lei Seca 1.610 carros. Em nota oficial, o governo estadual classificou a operação como "educativa".

Em São Paulo, quase 900 motoristas fizeram o teste do bafômetro desde segunda-feira. Incluindo a véspera do Natal e a manhã de terça-feira, o número de pessoas que receberam multas por embriaguez ao volante chegou a 62. De acordo com a PM, 883 pessoas foram submetidas ao teste do bafômetro e duas se recusaram a fazê-lo. Oito responderão por crime de embriaguez ao volante.

No dia 21, foram adotadas penalidades mais rígidas para os infratores da Lei Seca. A multa passou de R$ 957 para R$ 1.915. Agora também serão admitidas outras provas além do bafômetro para confirmar a embriaguez ao volante, como testemunhos, exames clínicos e vídeos. A nova versão da Lei Seca foi sancionada pela presidente Dilma Rousseff na semana passada.

Mais conteúdo sobre:
álcool embriagues acidentes

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.