Carga de energia no país cai 5,6% em dezembro ante novembro--ONS

A carga de energia no Sistema Interligado Nacional do Brasil em dezembro caiu 5,6 por cento em relação a novembro e 3,1 por cento na comparação com o mesmo mês do ano passado, apontaram dados preliminares do Operador Nacional do Sistema Elétrico (ONS) divulgados nesta terça-feira. Segundo o ONS, a queda na demanda por energia é reflexo da crise econômica internacional, que atingiu a indústria de bens duráveis no Brasil. "Os segmentos industriais de siderurgia, ferroligas, extrativa e as montadoras de veículos são os que têm se mostrado mais propensos às reduções da demanda de energia junto às empresas do setor elétrico", afirmou o ONS em nota. De acordo com o operador do sistema, as paralisações temporárias e a antecipação de férias coletivas são os sintomas imediatos da crise. "Os reflexos sobre a produção de aço no país foram mais fortes do que o esperado pelo próprio setor, fazendo com que as empresas tomassem medidas preventivas até que fique caracterizada a retomada do crescimento do mercado." Além da questão econômica, a redução da carga de energia também foi influenciada pela ocorrência de chuvas acompanhadas de temperaturas amenas durante o mês. O subsistema Sudeste/Centro-Oeste é o que apresentou a maior queda na demanda em relação ao mesmo mês do ano passado, de 5,1 por cento, em comparação com as demais regiões. Os valores preliminares de carga verificados em dezembro indicam ainda uma variação negativa de 6,8 por cento no subsistema Sudeste/Centro-Oeste em relação ao mês de novembro. "O desempenho da atividade econômica da região tem sido muito afetado pela crise internacional, levando setores de grande representatividade da indústria a tomarem medidas preventivas de redução de produção." No acumulado de 12 meses, a carga no sistema do país apresentou um crescimento de 2,8 por cento. Nos últimos 12 meses, o subsistema SE/CO apresentou um crescimento de 2,3 por cento na carga em relação ao período anterior.

REUTERS

30 Dezembro 2008 | 10h47

Mais conteúdo sobre:
ENERGIA CARGA ONS*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.