1. Usuário
Geral
Assine o Estadão
assine


No Rio, delegado reage a assalto e mata dois ladrões

FÁBIO GRELLET - Estadão Conteúdo

20 Agosto 2014 | 21h 25

O delgado Rodrigo Barros, que atua como adjunto na 25ª DP do Rio de Janeiro, no Engenho Novo (zona norte), reagiu a uma tentativa de assalto enquanto trafegava pela rua Ana Néri, em Benfica, também na zona norte, na manhã desta quarta-feira (20). Ele atirou contra quatro assaltantes. Dois morreram e dois foram presos - um deles, ferido, foi encaminhado ao hospital.

Segundo a polícia, os quatro criminosos estavam em duas motos e aproveitaram o congestionamento na rua Ana Néri para assaltar motoristas. Eles abordaram a roubaram duas mulheres, em seus veículos, e em seguida se aproximaram da Ecosport branca onde estava o delegado.

Quando o grupo anunciou o assalto, Barros atirou, mesmo sem abrir o vidro do veículo. Walter Soares, de 19 anos, morreu no local. Ele tinha passagens por tráfico de drogas e porte ilegal de armas. Edson Felipe da Silva Soares, de 20 anos, e Marco Aurélio Pinto Fontarigo, de 19, foram baleados e encaminhados ao Hospital Souza Aguiar, no centro.

Soares morreu no hospital. Fontarigo passou por cirurgia durante a tarde e estava em estado "estável", segundo a unidade de saúde. Um adolescente de 12 anos que já tinha duas passagens pela polícia por roubo e uma por ameaça é o quarto membro do grupo. Ele não se feriu e foi detido. Uma pistola calibre 380 foi apreendida. Os objetos roubados antes foram recuperados e entregues às vítimas.

A polícia recomenda que ninguém reaja a assaltos.