Publicidade

Petrobras: indicação de Magda passará por avaliação de conselho e processo pode levar até 15 dias

Companhia diz que nomeação da nova presidente é competência do conselho de administração, sem a necessidade de uma assembleia

Por Flávya Pereira
Atualização:

A Petrobras informou nesta quarta-feira, 15, que a eleição de Magda Chambriard, indicada pelo presidente Luiz Inácio Lula da Silva para assumir a presidência da companhia no lugar de Jean Paul Prates, será competência do conselho de administração. Com isso, não há necessidade de assembleia.

A Petrobras afirma que a indicação de Magda à presidência e como membro do colegiado passará pela análise das áreas de integridade e de recursos humanos da companhia.

Em seguida, a sucessora de Prates será submetida à avaliação do Comitê de Pessoas (COPE) do conselho de administração, em processo que levará até 15 dias.

Magda Chambriard já foi diretora da ANP e agora será a nova presidente da Petrobras Foto: André Dusek / Estadão

Caso Magda seja nomeada presidente, ela servirá no conselho até a primeira Assembleia Geral que vier a ocorrer ou até a Assembleia Geral Ordinária (AGO) de 2025, conforme comunicado.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.