PUBLICIDADE

Stepan Nercessian reflete sobre velhice: ‘Penso muito em qualidade de morte’

No ano passado, o ator parou de fumar após mais de 55 anos de vício

PUBLICIDADE

Foto do author Redação
Por Redação

Stepan Nercessian, estrela do musical Rei do Rock (produção que narra a história de Elvis Presley), admite sentir o peso dos 70 anos para seguir com o ritmo de trabalho exigido pelo palco. São, afinal, três horas em cena. Durante os finais de semana, são duas sessões por dia, acumulando seis horas de trabalho.

Em entrevista a revista Quem, Stepan falou sobre a dificuldade de acompanhar o ritmo do trabalho com a sua idade. “É horrível ter 70 anos e uma alma jovem. Tinha que envelhecer tudo junto [...] Você quer fazer coisas, mas o corpo sente, o corpo pesa, o corpo não tem agilidade. Começa a doer as juntas, o joelho, o pé, o calcanhar e por aí vai”, desabafou.

O ator Stepan Nercessian, que está em cartaz no musical 'O Rei do Rock'.  Foto: Silvana Garzaro/Estadão

O ator parou de fumar ano passado para tentar melhorar sua qualidade de vida. “As pessoas falam muito em qualidade de vida e eu penso muito em qualidade de morte [...] Você tem que preparar como é que vai ser o final da sua vida, se você vai ter um final de vida confortável. Não digo saudável, mas confortável”.

Apesar de ter abandonado o hábito de fumar, ele confessou que ainda sente falta da nicotina e que engordou 10 kg desde o último cigarro que fumou. “Ontem mesmo, eu acabei o espetáculo e fiquei procurando um, mas consegui parar e já vai fazer um ano”, explicou.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.