PUBLICIDADE

Foto do(a) blog

Debate sobre o universo feminino

Mulheres Positivas: Silvia Ferreira

PUBLICIDADE

Por Mulheres Positivas
Atualização:

Nossa Mulher Positiva é Silvia Ferreira - artista plástica, publicitária e web designer paulista.  Durante 16 anos trabalhou em assessoria de comunicação empresarial com trabalhos de fotografia, redação, design gráfico e digital. Como hobby, a artista dedica-se a pintura em óleo sobre tela desde 2001, mas apenas em 2014 começou a expor, sendo quesuas obras já foram vistas em São Paulo, Limeira, Santos, Ilhabela, Arceburgo-MG, Rio de Janeiro, Brasília, Miami, Nova York, Lisboa, Chaves, Madrid e Paris, e também publicadas nas duas primeiras edições do Anuário de Artes e na edição nº 25 da revista Luxus Magazine, além dos volumes um e dois do livro "Arte Brasileira na Contemporaneidade", sob a curadoria da promotora de arte Carmen Pousada. Inspirada em técnicas assimiladas na faculdade de Publicidade e Propaganda e em vários seminários, cursos e wokshops de arte digital, as suas criações nasceram de sua paixão por música e dança, nas quais com apenas alguns traços simples, porém significativos, busca representar os principais passos que identificam cada estilo de coreografia. Além da dança, sua arte também explora temas como grandes artistas da música e do cinema, bichos, lugares do mundo, esportes e religião. Para Silvia, a arte começou apenas como uma atividade para os momentos de lazer, mas que aos poucos foi crescendo e ganhando o mundo se tornando um meio de expor ideias e sensações por meio de cores e formas.

PUBLICIDADE

1. Como começou a sua carreira?

Desenhar e colorir já era minha diversão preferida, desde criança. Sempre gostei muito de reproduzir fotos, cenas ou lugares em grafite. As primeiras criações artísticas foram feitas em nankin (bico de pena), aquarela e ecoline. Em algumas obras associei mais de uma técnica em um único trabalho como, por exemplo, grafite e aquarela. De forma autodidata, como hobby, iniciei minhas primeiras pinceladas em óleo sobre tela, numa edição clássica e acadêmica, em 2001, aproveitando alguns conceitos assimilados durante meu trabalho como designer. Em 2014, por incentivo da minha mãe e por meio de uma matéria em uma revista que circula no bairro do Morumbi, conheci a curadora e promotora de arte, Carmen Pousada, que gostou dos meus trabalhos e me convidou a expor. Desde então tenho participado de várias exposições no Brasil e no exterior, sob a curadoria da Carmen Pousada, Fábio Porchat, Roko Brasil e Márcia Vinhas, além de apresentar algumas das minhas obras nas duas primeiras edições do Anuário de Artes e na edição nº 25 da revista Luxus Magazine, além dos volumes um e dois do livro "Arte Brasileira na Contemporaneidade".

2. Como é formatado o modelo de negócios do (incluir aqui o nome do seu negócio)?Busco sempre por meio da observação, apresentar na minha arte o movimento, as cores e as formas, de modo simples, direto e claro, dentro de um conceito de "Traços & Formas". O principal objetivo da minha arte é encantar quem a aprecia, por ter características próprias, únicas e exclusivas, trazendo traços leves e delicados, além de muita cor e informação em cada obra, passando leveza, alegria, e sentimentos agradáveis que interagem com o público que visita as exposições que participo em qualquer lugar do mundo.

3. Qual foi o momento mais difícil da sua carreira?

Publicidade

Em 2018, minha mãe ficou muito doente e passou por duas internações hospitalares e na mesma época eu tinha que produzir três obras para algumas exposições que iriam a acontecer em Portugal e na Espanha, as quais eu já tinha me comprometido. Diante da angústia pela recuperação da minha mãe foi muito difícil encontrar motivação e criatividade para produzir as obras necessárias. Hoje, depois que minha mãe se recuperou totalmente, sinto-me novamente animada a criar cada vez mais.

4. Como você consegue equilibrar sua vida pessoal x vida corporativa/empreendedora?Atualmente, a minha atividade principal é de web designer, no governo do estado de São Paulo, e a arte faz parte da minha vida pessoal, mesmo que tenha se transformado em uma atividade profissional, ou seja, a arte tornou-se um "trabalho divertido" nos momentos de lazer ao lado da minha família.

5. Qual seu maior sonho?Embora goste muito do meu trabalho como web designer, quando me aposentar da minha atividade principal no momento, gostaria de viajar o mundo participando de exposições em muitos outros países, exibindo minha arte e aprendendo muito mais com grandes mestres, sem a pretensão de ficar muito rica e/ou famosa. Apenas quero continuar sendo feliz perto das pessoas que mais amo, sem nunca deixar de acreditar que sempre tem alguma coisa boa para acontecer e que nada é tão bom que não possa melhorar.

6. Qual sua maior conquista?Conseguir construir uma casa de campo para minha mãe, como ela sempre sonhou e participar de exposições ao lado de artistas incríveis.

7. Livro, filme e mulher que admira.Livro: O conde de Monte Cristo - Alexandre DumasFilme: Um Sonho Possível (The Blind Side)Mulher admirável: Meryl Streep (Além da minha mãe, Laura Maria, que é uma pessoa incrível)

Publicidade

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.