PUBLICIDADE

Julio Casares vê com naturalidade possível saída de James Rodríguez

Meia colombiano não vem ganhando oportunidades para jogar desde a chegada do técnico Luis Zubeldía

PUBLICIDADE

Por Gabriel Batistella
Atualização:

O presidente do São Paulo, Julio Casares, comentou a situação do colombiano James Rodríguez. Em entrevista para a Gazeta Esportiva, o mandatário tricolor disse que vê como algo natural uma possível saída do jogador durante a temporada (o colombiano não é relacionado desde a partida contra o Águia de Marabá pela Copa do Brasil, no dia 02/05). Mas ressaltou a importância dele no elenco.

“Ele não está sendo escalado, mas já ajudou o São Paulo. A vinda do James colocou o São Paulo em competitividade esportiva. Veio o Lucas junto. Então, o São Paulo passou a ser protagonista de grandes contratações. O jogador às vezes não se adequa dentro de campo por uma questão física ou de treino. Se o James estiver no caminho de saída, será natural como foi da chegada”, disse.

Desde que chegou, James Rodriguez atuou apenas 22 vezes com a camisa do São Paulo.  Foto: Diego Lima/AFP

PUBLICIDADE

Casares ainda comparou a situação do meia com a do ex-jogador Falcão. Ao voltar para o Brasil, o eterno Rei de Roma reforçou o Tricolor em 1985 no final da carreira, mas não atendeu todas as expectativas da torcida.

“Eu me lembro de 1985, quando Falcão veio para o São Paulo, e ele não assumiu a titularidade. Márcio Araújo foi o titular na decisão. Essa questão técnica é decidida pelo técnico que escala. Agora, ele cumpriu um papel importante e poderá cumprir.” completou.

James Rodríguez chegou no segundo semestre de 2023 ao São Paulo, desde então não conseguiu ter muitas oportunidades com os técnicos Dorival Júnior e depois com Thiago Carpini.

Os dois treinadores disseram em entrevistas que não conseguiram encaixar o jogador no sistema de jogo da equipe. Com a chegada do técnico argentino Luis Zubeldía, atuou apenas uma vez, no clássico contra o Palmeiras, mas não era titular. Inclusive, o atual treinador mencionou que passou a considerar utilizar outros atletas no lugar de James após a partida contra o Vitória no Campeonato Brasileiro.

“Eu tomo decisões em relação ao que vejo e para isso estou aqui, para tomar decisões. Se não está o James, é porque considero que tem que estar outros companheiros.” disse

Publicidade

O jogador segue na equipe e se prepara para a Copa América que ocorrerá em, junho, nos Estados Unidos. Ele tem contrato com a equipe até 2025.

Ao todo, o colombiano tem 22 partidas com a camisa do São Paulo, dois gols marcados, quatro assistências e um título conquistado.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.