Abdelmassih segue preso, decide STJ

A defesa do médico Roger Abdelmassih fracassou na tentativa de livrá-lo da prisão. Por 3 votos a 2, os ministros da 5ª Turma do Superior Tribunal de Justiça (STJ) rejeitaram um pedido de habeas corpus feito pelos advogados do médico, que é um dos principais especialistas em reprodução humana assistida do País.

BRASÍLIA, O Estadao de S.Paulo

25 de novembro de 2009 | 00h00

O julgamento foi fechado porque o processo tramita em segredo de Justiça. O advogado de Abdelmassih, o ex-ministro da Justiça Márcio Thomaz Bastos, assistiu à votação. O médico está preso desde agosto, sob a acusação de ter estuprado ex-pacientes. Na semana passada, a Justiça de São Paulo determinou o despejo por suposta falta de pagamento de aluguel da clínica do médico.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.