Alckmin anuncia duplicação da Rodovia dos Tamoios

O governador Geraldo Alckmin (PSDB) anunciou hoje, em São José dos Campos, no interior de São Paulo, o início das obras de duplicação da Rodovia dos Tamoios, que liga o Vale do Paraíba ao litoral norte paulista. Alckmin prometeu aos prefeitos da região liberar mais de R$ 6,6 bilhões em investimentos do Estado, dos quais R$ 4,3 milhões destinados às obras da rodovia.

JOÃO CARLOS DE FARIA, Agência Estado

03 Junho 2011 | 20h01

"Vamos finalizar o trecho até o quilômetro 11 até dezembro desse ano. Em dois de janeiro, vamos começar a duplicação, indo até o quilômetro 32,8, em Paraibuna, incluindo o trevo de acesso à cidade", disse o governador.

Alckmin explicou que, como as obras serão realizadas por meio de uma parceria público-privada (PPP), haverá um prazo para a tramitação do processo e a assinatura do contrato. "Nesse intervalo de tempo, vamos realizar as audiências públicas e refazer o estudo de impacto ambiental, que está defasado", disse. As obras até Paraibuna, segundo ele, seriam um adiantamento da parte que couber ao Estado.

"A duplicação da Rodovia dos Tamoios era uma coisa muito esperada e muita gente nem acreditava mais nessa obra", disse o prefeito de Ubatuba e presidente do Consórcio de Desenvolvimento Integrado do Vale do Paraíba (Codivap). Ele acredita que a duplicação e a construção dos contornos de Caraguatatuba e São Sebastião vão aliviar os problemas de acesso ao litoral norte.

O governador chegou ao Parque Tecnológico de São José dos Campos por volta das 15h e foi recebido por prefeitos e secretários estaduais, que desde a manhã movimentavam o local com o evento "Governo Presente". Alckmin reuniu-se a portas fechadas com alguns políticos e o bispo diocesano de Taubaté, Dom Carmo João Rodhen, que foi pedir agilidade na liberação de recursos para a reconstrução da igreja matriz de São Luiz do Paraitinga, destruída pelas enchentes do início de 2010. Alckmin também teve uma conversa reservada com funcionários das secretarias.

Ele recebeu ainda um grupo de estudantes da Universidade de Taubaté, que foi pedir ajuda para salvar o Hospital Universitário da cidade. O governador se comprometeu em apresentar uma solução em 60 dias no máximo. Estudos estão sendo feitos pela Secretaria de Saúde para a revitalização do hospital e integração com o Hospital Regional de Taubaté. "Vamos ter um complexo hospitalar na cidade, para atender à região", disse.

Pela manhã, Alckmin esteve em Guararema e Santa Branca anunciando obras em rodovias estaduais da região e de saneamento. Amanhã, Alckmin permanecerá no Vale do Paraíba, participando do lançamento de obras de saneamento em São Bento do Sapucaí e Queluz.

Mais conteúdo sobre:
rodoviaTamoiosSPduplicaçãoPPP

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.