Animais sofreram maus-tratos em pet shop de Sorocaba

Os 45 animais, entre eles sete cães de raça e três gatos, apreendidos num pet shop de Sorocaba (SP) no dia 10, estavam sofrendo maus-tratos, segundo laudos elaborados por três médicos veterinários. O estabelecimento estava fechado e os animais, inclusive aves e roedores, ficaram privados de alimentação e água, e expostos ao calor excessivo.

JOSÉ MARIA TOMAZELA, Agência Estado

17 de janeiro de 2014 | 19h32

De acordo com o advogado João Rodrigues Filho, presidente da entidade depositária dos animais, os bichos foram examinados individualmente pelos veterinários e todos apresentavam sinais de maus tratos. Parte deles recebe tratamento veterinário. Os laudos seriam encaminhados nesta sexta-feira (17) ao 1º Distrito Policial, onde a apreensão dos animais foi objeto de boletim de ocorrência.

A investigação do caso deve ser transferida à Delegacia de Defesa dos Animais, especializada nesse tipo de crime. O proprietário do pet shop será intimado para prestar esclarecimentos. Ele pode responder pelo crime de maus-tratos com base na legislação ambiental, que prevê pena de detenção de até um ano e multa. O pet shop, que funcionava na galeria de lojas do hipermercado Extra, no bairro Santa Rosália, sofria ação de despejo. Procurado, o proprietário não retornou as ligações.

Mais conteúdo sobre:
Animaismaus-tratos

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.