Apple diz que falha 'Shellshock' não é risco para maioria de usuários Mac

Apple diz que falha 'Shellshock' não é risco para maioria de usuários Mac

Falha atinge sistemas operacionais da companhia e permite que invasores ganhem controle remoto de dispositivos afetados

REUTERS

26 Setembro 2014 | 13h31

A Apple afirmou que a ampla maioria de usuários de computadores Mac não está sob risco diante da falha recém descoberta "Shellshock", que atinge sistemas operacionais incluindo o OS X da companhia.

"A vasta maioria dos usuários do OS X não estão em risco", disse o porta-voz da Apple Bill Evans.

O Shellshock é uma vulnerabilidade em um software incluído no Mac OS X e baseado no sistema operacional Unix. A falha parece não afetar o iOS da Apple, que é usado no iPhone e iPad, ou computadores que usam o Windows, da Microsoft.

Especialistas em segurança descobriram a vulnerabilidade Shellshock, presente no programa Bash, na quarta-feira, e afirmaram que ela pode permitir que invasores ganhem controle remoto de sistemas afetados.

A Apple vende seus computadores com recursos padrão de segurança ativados, o que significa que eles não estão sujeitos a ataques remotos a menos que os usuários configurem as máquinas para serviços Unix "avançados".

"Estamos trabalhando para rapidamente fornecer uma atualização de software para nossos usuários Unix avançados", disse o porta-voz.

A indústria de informática está correndo para determinar quais sistemas podem ser alvo de ataques de hackers que explorem a falha, e atualmente não há estimativas sobre o número de sistemas vulneráveis.

(Por Jim Finkle)

Mais conteúdo sobre:
TECHAPPLESHELLSHOCK*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.