Bando executa político com 5 tiros no Guarujá

O ex-secretário de Governo do Guarujá Ricardo Augusto Joaquim de Oliveira, de 47 anos, foi assassinado anteontem à noite no Jardim Conceiçãozinha, distrito de Vicente de Carvalho. Ele levou cinco tiros quando participava de uma reunião política na sede improvisada do Partido da Pátria Livre (PPL). A Polícia Civil da cidade já informou que Oliveira foi executado.

EQUIPE AE, Agência Estado

10 Março 2012 | 09h16

De acordo com testemunhas, passava das 20 horas quando duas motos com quatro homens chegaram à sede do partido. Sem tirar o capacete, um dos homens entrou atirando na direção do ex-secretário, que foi atingido no peito e na cabeça. Ele morreu no local.

O autor dos disparos fugiu em uma moto Honda Biz preta, segundo relatos. Um tiro ainda atingiu de raspão o pé do vice-presidente do partido, Carlos Alberto de Souza.

Segundo o delegado Cláudio Rossi, não há dúvidas sobre a execução. Resta à polícia investigar a motivação do homicídio, "se foi vingança ou novo crime político na cidade". Nos últimos anos, esse é o quinto caso de execução de um político da cidade.

A prefeita Maria Antonieta de Brito (PMDB) antecipou seu retorno de uma viagem que fazia pelos Estados Unidos e, em nota divulgada ontem, lamentou a ocorrência. Ela disse que recebia com tristeza e indignação a notícia do assassinato. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

Mais conteúdo sobre:
mortepolíticoGuarujá

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.