Brasil não reconhecerá governo a ser eleito em Honduras--Amorim

O chanceler Celso Amorim afirmou nesta quinta-feira que o governo brasileiro não irá apoiar o novo governo de Honduras, a ser eleito no próximo domingo.

FERNANDO EXMAN, REUTERS

26 de novembro de 2009 | 15h38

Perguntado por jornalistas antes do início da cúpula de países amazônicos e da França sobre o clima se o Brasil reconheceria o governo que surgirá das eleições do fim de semana, Amorim foi bastante suscinto: "Não, não vai reconhecer".

"Um golpe de Estado não pode ser legitimado como forma de mudança política", acrescentou.

(Edição de Alexandre Caverni)

Tudo o que sabemos sobre:
POLITICABRHONDURASAMORIM*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.