Candidato governista declara vitória na República Dominicana

O candidato Danilo Medina, do governista Partido da Libertação Dominicana, declarou-se nesta segunda-feira vencedor da eleição presidencial da véspera na República Dominicana, vingando a derrota de 12 anos atrás para o rival Hipólito Mejía.

MANUEL JIMÉNEZ, REUTERS

21 Maio 2012 | 17h17

Apurados 99 por cento dos votos, Medina tem 4 pontos percentuais de vantagem sobre Mejía, candidato do Partido Revolucionário Dominicano.

"Com esta vitória, quero unir a República Dominicana", disse Medina, de 60 anos, a um pequeno grupo de correligionários num diretório do PLD na capital. "Quero reconhecer meus adversários publicamente, porque nesta campanha eleitoral eles me obrigaram a ser o melhor."

Mejía, de 71 anos, não admitiu a derrota, e funcionários do PRD acusaram a Comissão Eleitoral Central de fraude. Se o resultado oficial for confirmado, com 51 por cento dos votos para Medina, não haverá necessidade de segundo turno.

O presidente Leonel Fernández, do PLD, já cumpriu dois mandatos de quatro anos, e não podia concorrer novamente. A mulher dele, Margarita Cedeño, foi eleita vice-presidente na chapa de Medina.

Popular entre as mulheres, a primeira-dama de 44 anos, mãe de três filhos, se envolve em questões de combate à pobreza, de infância e direitos femininos.

Os dois partidos se acusaram mutuamente de compra de votos. Observadores eleitorais confirmaram alguns desses relatos, mas disseram se tratar de casos isolados, sem impacto no resultado.

Mais conteúdo sobre:
REPDOMINICANA ELEICOES RESULTS*

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.