Chuva e vento causam estragos em Guarulhos

O temporal não durou mais que 30 minutos, no entanto, foi capaz de arrancar árvore com raiz e tudo

Ricardo Valota, Agencia Estado

12 de fevereiro de 2008 | 06h02

Pelo menos 18 árvores - oito delas de grande porte - foram arrancadas ou quebraram e caíram em decorrência da forte chuva e ventania que atingiu a cidade de Guarulhos, na Grande São Paulo, por volta das 17h30 de segunda-feira, 11.   O temporal não durou mais que 30 minutos. De acordo com moradores da região, uma árvore centenária, que ficava na rua Cônego Valadão, na Vila Augusta, foi arrebatada por um redemoinho de vento e arrancada com a raiz. Após cair em diagonal, atingiu três veículos que estavam estacionados, além disso derrubou a placa de uma farmácia.Segundo o Corpo de Bombeiros de Guarulhos, nenhum habitante ficou ferido. Houve apenas danos materiais. Alguns moradores, em especial da região central, próximo ao anel viário, viram grandes árvores caindo a ameaçando seus patrimônios. Eles também foram prejudicados em relação ao fornecimento de energia elétrica. Houve ainda alagamento na Avenida 20 Metros, que liga a Vila Galvão à Vila Rosália. Por ser uma baixada, assim que começam as chuvas, os moradores se preparam para contar os prejuízos, razão pela qual há uma grande quantidade de moradias com placas de comunicação de venda.

Tudo o que sabemos sobre:
temporalGuarulhosGrande São Paulo

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.