Chuva faz Belo Horizonte decretar estado de emergência

Comunicado saiu neste sábado no Diário Oficial da capital mineira; em todo o Estado, 25 já morreram

Ricardo Valota, estadao.com.br

10 Janeiro 2009 | 13h51

Em razão dos estragos causados pela chuva no dia 31 de dezembro, a prefeitura de Belo Horizonte decretou situação de emergência nas áreas atingidas. O decreto foi assinado pelo prefeito Márcio Lacerda, está publicado no Diário Oficial do Município deste sábado, 10, e tem vigência de 90 dias.   Veja também: Todas as notícias sobre vítimas das chuvas       As chuvas, com índice pluviométrico acima de 85 mm, provocaram o transbordamento do Rio Arrudas e a inundação de parte da Avenida Tereza Cristina, uma das principais vias que cortam a cidade. As famílias prejudicadas estão sendo cadastradas para receber ajuda. Muitas casas foram inundadas e algumas correm risco de desabar.Parte da população atingida também poderá ser incluída em programas sociais. Apesar de Belo Horizonte ter decretado estado de emergência, dados da Defesa Civil Estadual apontam a capital mineira como um dos 35 municípios que apenas comunicaram problemas em decorrência das chuvas. Belo Horizonte não aparece na lista das 69 cidades que decretaram situação de emergência.   Segundo a Defesa Civil, o balanço das chuvas até o momento em todo o estado é o seguinte: 8.006 desabrigados, 21.786 casas danificadas, 66.107 desalojados, 553 casas destruídas, 327 pessoas feridas e 25 mortas.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.