Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Tenha acesso ilimitado
por R$0,30/dia!
(no plano anual de R$ 99,90)
R$ 0,30/DIA ASSINAR
No plano anual de R$ 99,90

Cinco cidades têm repasse de linha de saúde suspenso

O governo federal suspendeu esta semana o repasse de recursos da linha "Estratégia Saúde da Família" para cinco municípios com irregularidades identificadas pela Controladoria-Geral da União (CGU). A decisão está presente em portaria do Ministério da Saúde, publicada esta semana no Diário Oficial da União. A auditoria da CGU verificou o descumprimento da carga horária e equipes de Saúde da Família (ESF) e Equipes de Saúde Bucal (ESB) incompletas.

Agência Estado

14 de junho de 2013 | 16h49

A decisão atinge os municípios de Itaparica (BA), Dom Expedito Lopes (PI), Jardim do Seridó (RN), Guaporema (PR) e Viradouro (SP). O corte, que será mantido até a adequação das irregularidades por parte dos municípios, representa valores mensais que vão de R$ 7 mil, no caso da ESF de Guaporema; a R$ 49,9 mil, no caso da ESF de Itaparica. A suspensão vale a partir da competência financeira de abril de 2013.

O Ministério da Saúde informa que desde 2011 tem intensificado as medidas de controle sobre a aplicação dos recursos públicos. Em 2012, foram suspensas 3.006 Equipes de Saúde da Família, 2.598 Equipes de Saúde Bucal e 17.834 Agentes Comunitários de Saúde (ACS).

A apuração do Ministério da Saúde é realizada em parceria com órgãos de controle como CGU, Departamento Nacional de Auditoria do SUS (Denasus), Advocacia-Geral da União (AGU), Ministérios Públicos, Departamento da Polícia Federal e Tribunais de Contas.

Entre as iniciativas adotadas para combater o desperdício e melhorar a gestão nos serviços públicos, o Ministério da Saúde cita, entre outros pontos, a realização de 1.339 auditorias por meio do Denasus em 2012 (aumento de 34% em relação a 2011). Essas auditorias resultaram em uma proposição de ressarcimento de R$ 162,9 milhões aos cofres públicos.

Tudo o que sabemos sobre:
CGUlinhas de saúdesuspensão

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.