Cineasta espanhol Bigas Luna morre aos 67 anos

O cineasta espanhol Bigas Luna morreu nesta sexta-feira (05), aos 67 anos. A informação foi divulgada neste sábado por um porta-voz da família. O motivo da morte não foi revelado. Mas o porta-voz afirmou que Luna sofria há anos de um câncer. De acordo com o desejo do cineasta, não haverá funeral nem atos públicos.

UBIRATAN BRASIL, Agência Estado

06 Abril 2013 | 17h48

Conhecido pelos filmes satíricos e com alta dosagem erótica, Luna era atento a novos talentos, a ponto de dar papeis para iniciantes que hoje são conhecidos, como os atores Penélope Cruz, Javier Bardem e Jordi Molla. "Devo minha carreira a ele", disse, em 2001, Bardem, que interpretou os longas mais famosos de Luna, como "Jamón, Jamón" e "Ovos de Ouro".

Apesar do tom exagerado que marca boa parte da filmografia (que inclui ainda As Idades de Lulu), o cineasta espanhol deixa como melhor marca um filme discreto e sensível, "A Camareira do Titanic", de 1997. Mesmo doente, Luna ainda preparava um trabalho - começava a rodar "Mecanoscrito Del Segundo Origen", adaptação do romance do escritor Manuel de Pedrolo.

Mais conteúdo sobre:
CineastaespanholBigas Luna

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.