Citricultores criam empresa própria de suco

Ligada à Associtrus, a Sucop pretende processar 300 mil caixas de laranja na safra 2008/2009

Gustavo Porto, O Estado de S.Paulo

07 de maio de 2008 | 03h23

Um grupo de produtores de laranja de São Paulo criou a Sucop e pretende processar até 300 mil caixas da fruta na safra 2008/2009 para produzir suco de laranja. Com a iniciativa, os citricultores pretendem transformar entre 15% e 20% de sua safra em suco, agregar valor ao produto e negociar o restante da fruta com outra indústria processadora, por meio de contratos, ou ainda no mercado spot.Pela operação, o produtor firmará contratos de venda da fruta com a Sucop, que já tem uma cota para processá-la em uma grande indústria no norte de São Paulo. A negociação para a aquisição dessa cota foi barrada por um dos sócios da processadora, mas os citricultores obtiveram liminar judicial para produzir suco.NEGOCIAÇÃOO suco produzido poderá ser negociado no mercado interno ou até com uma das grandes processadoras do setor. Além da bebida, os citricultores da Sucop receberão os subprodutos do processamento, como o bagaço e óleos. Os produtores calculam que o custo de processamento - em torno de R$ 1,20 por caixa de 40,8 quilos - seja coberto só com a venda desses subprodutos.A Sucop é liderada pelos produtores ligados à Associação Brasileira de Citricultores (Associtrus) e 30 deles já acertaram contratos de venda da fruta com a empresa, que pretende se transformar em uma cooperativa. ''Não queremos competir com as grandes indústrias do setor, só queremos nos proteger, por meio da produção do suco, de épocas em que o mercado não está bom para a venda da fruta'', diz o presidente da Associtrus, Flávio Viegas.Com a previsão de quebra superior a 20% da safra de laranja em São Paulo, maior região produtora no mundo, a estimativa é de preços altos para a safra 2008/2009, apesar de o mercado mundial do suco ainda apresentar quedas no início deste ano. Por isso, Viegas sugere aos produtores a venda da fruta sem contrato, no mercado spot, por meio do qual os produtores já receberam, em média, R$ 13 por caixa de 40,8 kg na safra passada enquanto os produtores com contratos em dólar desvalorizado conseguiram no máximo R$ 10. ''Nesta safra, a expectativa é de preços entre R$ 15 e R$ 16.''ESTIMATIVA DE SAFRAA Secretaria da Agricultura paulista divulgará amanhã, a partir das 11 horas, em sua sede, na capital, a primeira estimativa de safra de citros 2008/2009. É a primeira estimativa exclusiva para as frutas, independente da de grãos, café e cana. O Instituto de Economia Agrícola (IEA-Apta) fará outras duas revisões de safra em setembro e novembro e anunciará a produção final em março de 2009.

Tudo o que sabemos sobre:
laranjacitricultoresagricola

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.