De 47 acolhidos em ação na cracolândia, 29 já retornaram às ruas no RJ

Três adolescentes também foram encaminhados para internação compulsória em abrigos

Antônio Pita, Agência Estado

07 de novembro de 2012 | 18h11

RIO DE JANEIRO - Uma operação da prefeitura para retirar usuários de crack das ruas acolheu 47 adultos na manhã desta quarta-feira, 7, no centro do Rio de Janeiro. Desse total, 29 já retornaram às ruas. Três adolescentes também foram retirados da cracolândia e encaminhados para internação compulsória em abrigos.

A abordagem aconteceu por volta das 7h30 da manhã, quando muitos ainda dormiam embaixo de um viaduto na entrada da favela Parque União, zona norte. Para fugir de assistentes sociais da prefeitura na manhã desta quarta-feira, 7, dezenas de usuários de crack atravessaram correndo as pistas da Avenida Brasil, uma das mais movimentadas do Rio de Janeiro. Eles correram desesperados entre os carros tentando se esconder dos agentes.

Na operação desta quarta, os usuários começaram a correr e a gritar ao perceberem a aproximação dos agentes. Com gritos de "olha o recolhimento", os viciados alertavam outros usuários e seguiam pelas vias, arriscando a vida na frente dos carros. Alguns chegaram a ameaçar motoristas que passavam pelas ruas no momento da fuga. Ao todo 21 agentes da Secretaria participaram da operação, que contou com o apoio de policiais civis e militares do Rio.

As cenas se repetem desde o último dia 14 de outubro, quando as operações na região tiveram início após as polícias civil e militar ocuparem as favelas de Manguinhos e Jacarezinho, vizinhas ao Parque União, também na zona norte. Os usuários de crack se aglomeravam na entrada das favelas e acabaram expulsos pela presença ostensiva dos militares. Desde então, vivem em constante migração pelos bairros do entorno.

Tudo o que sabemos sobre:
usuárioscrackfugaRioAvenida Brasil

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.