Demissões da Vale desde a crise já somam cerca de 2 mil

A mineradora Vale vai demitir em julho até mais 300 empregados de várias unidades da empresa espalhadas pelo país, medida que segundo a assessoria de imprensa da companhia segue "um movimento normal de uma empresa do porte da Vale".

REUTERS

02 Julho 2009 | 09h40

Desde o agravamento da crise financeira internacional, em meados do ano passado, que reduziu o consumo de aço no mundo, a Vale demitiu 1.600 funcionários, sendo 1.300 no final do ano e mais 300 em junho, informou a assessoria.

A companhia ainda não conseguiu fechar o preço de referência deste ano para o minério de ferro em seu principal mercado, a China, mas obteve acordos com clientes no Japão, Coreia do Sul e Europa, entre outros, estipulando uma queda de preços entre 28 e 44 por cento.

A Vale tem 62 mil empregados em todo o mundo sendo 46.600 no Brasil.

(Por Denise Luna)

Mais conteúdo sobre:
MINERACAO VALE DEMISSOES*

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.