Dengue aumenta em seis Estados

No resto do País, n.º de casos cai; Saúde lança campanha de prevenção

Lígia Formenti, BRASÍLIA, O Estadao de S.Paulo

30 Outubro 2009 | 00h00

O ministro da Saúde, José Gomes Temporão, reconheceu que governos locais e sua pasta são responsáveis pelo aumento do número de casos de dengue em seis Estados neste ano. "Todos temos responsabilidade. É preciso aprender com erros", disse, durante lançamento da campanha nacional contra a doença. O mote é semelhante ao da campanha anterior: o envolvimento de todos no combate aos criadouros do Aedes aegypti.

Em números gerais, o Brasil registrou em 2009 queda de 46,3% de infecções, quando comparado a 2008. A redução ocorreu em 20 Estados e no Distrito Federal. Mas no Acre, Amapá, Bahia, Espírito Santo, Mato Grosso do Sul e Mato Grosso a tendência foi inversa.

A Bahia registrou o maior número absoluto de casos: 101.676. Para a diretora da Vigilância Epidemiológica da Secretaria da Saúde do Estado, Alcina Andrade, isso se deve à desmobilização da prevenção causada pela mudança nas gestões municipais e à volta de um subtipo do vírus da dengue, o 2, que há 14 anos não era registrado.

O número de pacientes com a forma grave também caiu. Nas primeiras 30 semanas de 2008 haviam sido registrados 20.579. Em 2009, foram 4.281.

Em novembro, deverá ser testado um novo sistema para notificação online de casos. A ideia é implantar o método em todo o País em 2010. Segundo Temporão, neste ano, a ações de combate à dengue receberam R$ 55 milhões.

COLABOROU KARINA TOLEDO

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.