Dupla é presa em SP ao se perder na fuga e pedir ajuda

Dois ladrões foram presos ontem no Guarujá, na Baixada Santista, depois de uma tentativa de roubo para lá de frustrada: eles se perderam durante a fuga e acabaram detidos após gritar por ajuda. Depois de desistirem de roubar uma das mansões do condomínio Jardim Acapulco, quatro homens encapuzados invadiram a casa de uma família simples, que trabalhava como caseiro, em um terreno vizinho ao condomínio. Porém, ao fugirem por um matagal, dois deles se perderam dos comparsas e, ao tentarem chamar por eles, foram encontrados pela Polícia Militar (PM).

REJANE LIMA, Agencia Estado

21 de maio de 2009 | 18h00

Na casa ao lado do condomínio, os criminosos, um deles com uma arma de fogo, renderam três moradores e avisaram que estavam a procura de uma mala com dinheiro, onde a família guardaria suas economias conseguidas por meio da venda de marmitas. De acordo com o boletim de ocorrência registrado na Delegacia Sede do Guarujá, os quatro ladrões fugiram por um matagal atrás do imóvel ao perceberem a aproximação da polícia, que havia recebido uma denúncia de roubo. Os agentes realizaram buscas nas proximidades, porém sem sucesso.

No entanto, três horas depois, a família ouviu gritos como "vem me buscar" e "tô aqui" vindos do matagal e acionou a polícia novamente. A PM então localizou o estudante Ailton Fortunato da Silva, de 20 anos, e um adolescente de 14 anos. Eles confessaram o crime e foram encaminhados para a Cadeia Pública anexa ao 1º Distrito Policial (DP) do Guarujá. Segundo uma das vítimas, a dona de casa Maria José da Silva Costa, de 42 anos, os suspeitos afirmaram que estavam escondidos em um chiqueiro porque haviam se perdido dos dois companheiros e não conseguiram achar o caminho para fugir.

Tudo o que sabemos sobre:
crimeprisãoGuarujáSP

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.