Economia global se recupera mais rápido do que o esperado, diz G20

Grupo não fecha acordo sobre instituir imposto global a bancos.

BBC Brasil, BBC

05 de junho de 2010 | 10h09

Os ministros das Finanças do G20, grupo dos 20 países mais industrializados do mundo, disseram neste sábado que a economia vem se recuperando da crise global mais rápido do que o esperado, embora existam ainda grandes desafios.

O grupo disse que os déficitis orçamentários excessivos devem ser combatidos imediatamente.

"A instabilidade recente dos mercados financeiros nos lembra dos significantes desafios que permanecem e ressaltam a importância da cooperação internacional", disse a declaração final do encontro ocorrido na Coreia do Sul.

Eventos recentes "mostraram a importância de finanças públicas sustentáveis".

Imposto

A declaração afirma ainda que o setor financeiro deve fazer uma "contribuição justa e substancial" a futuros pacotes de resgate financeiros, mas não mencionou um imposto específico a bancos.

A tese de um imposto sobre bancos é defendida por EUA e a União Europeia, mas oposta por países emergentes como o Brasil e desenvolvidos como Canadá e Austrália.

A declaração sinaliza diretrizes mais rígidas a respeito da quantidade de capital que os bancos devem manter em reserva.

Os ministros também pediram por mais transparência, regulamentação e supervisão para os fundos hedge, agências de crédito, práticas indenizatórias e transações de derivativos.

O encontro é uma prévia do encontro do líderes do G20 em Toronto, Canadá, entre 26 e 27 de julho.BBC Brasil - Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização por escrito da BBC.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.