Em SP, Condephaat decide tombar prédio do Banespa

O Edifício Altino Arantes, conhecido como "Banespão", será tombado. A decisão foi tomada ontem pelo Conselho de Defesa do Patrimônio Histórico, Arqueológico, Artístico e Turístico (Condephaat), que considerou seu "forte vínculo com a identidade paulistana".

MARCELA GONSALVES, Agência Estado

21 Junho 2011 | 16h17

Localizado na Rua Boa Vista, no centro de São Paulo, próximo às ruas que antes formavam o centro bancário do município, o edifício foi inaugurado em 1947 para sediar o Banco do Estado de São Paulo (Banespa). Em 2000, ele foi privatizado pelo grupo Santander. Sua arquitetura foi inspirada no Empire State Building, um dos prédios mais famosos em Nova York, nos Estados Unidos.

Segundo parecer técnico elaborado pelo Condephaat sobre o tombamento, em 2010, deverão ser preservados, na parte externa, as fachadas, o terraço de cobertura e a volumetria. Na parte interna, deverão ser conservados os pavimentos do subsolo ao sexto andar, com exceção do quarto. Ao todo, o edifício possui 35 andares. Parte da mobília também será tombada. Ainda de acordo com o parecer, alguns móveis foram produzidos especialmente para o local.

A solicitação de tombamento foi feita em 1987 por funcionários do Banespa. Na época, eles construíram um museu, que já foi extinto. De acordo com o texto do parecer, "o tombamento do Banespa impõe-se, na nossa opinião, quase como um referendo, um reconhecimento do local como parte integrante da história paulista no século XX".

Mais conteúdo sobre:
Banespa prédio Condephaat tombamento SP

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.