Empresas do Brasil revelam emissões de gases-estufa

As emissões de gases-estufa das 35 empresas do País que revelaram inventários somam quase 89 milhões de toneladas de gás carbônico equivalente (tCO2e, medida utilizada para comparar emissões de vários gases com base no potencial de aquecimento global de cada um).

Karina Ninni, Especial Para o Estado, O Estado de S.Paulo

23 de junho de 2010 | 00h00

O número foi divulgado ontem e a metodologia adotada para os inventários é do Programa Brasileiro GHG Protocol, coordenado pelo Centro de Estudos em Sustentabilidade da Fundação Getúlio Vargas (GVces). O volume emitido diretamente equivale ao estoque de carbono de cerca de 356 milhões de árvores da Amazônia ou 200 mil hectares da floresta, área equivalente ao município de Piracicaba.

"Essas informações devem ser vistas como uma iniciativa de coragem dessas empresas", esclarece Roberto Strumpf, coordenador do programa brasileiro do GHG Protocol. Entre as empresas que revelaram suas emissões estão Souza Cruz, Bradesco, Cesp, Natura e Suzano.

Para a ministra do Meio Ambiente, Izabella Teixeira, a iniciativa é uma possibilidade de diálogo entre setor público e setor privado. "Aproximar a gestão ambiental privada da gestão pública é a maior contribuição dessa iniciativa. Não se trata apenas do controle das emissões. É como se o setor privado desse ao governo um sinal de que é possível mudar", afirmou a ministra.

Espécie ameaçada

Grau de ameaça

A araponga é considerada uma espécie "vulnerável" na lista vermelha de animais em extinção da União Internacional para a Conservação da Natureza (IUCN).

Ameaças

O desmatamento gerou uma grande redução da área de ocorrência original da ave. A espécie também é caçada para abastecer o tráfico de animais silvestres e muito procurada para o mercado de aves de gaiola. Em cativeiro, dificilmente se reproduz.

Onde vive

Na mata primária e em capoeiras onde há árvores frutíferas, nas montanhas e nas baixadas.

Características

Tem canto alto e estridente, que se assemelha ao trabalho de um ferreiro. Alimenta-se de frutas e insetos.

Como salvar

Proteger as áreas onde a ave aparece. Outra opção é fazer criação em cativeiro, para depois reintroduzir o pássaro no ambiente.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.