EUA suspendem ajuda militar e para desenvolvimento a Honduras

Os Estados Unidos suspenderam os programas de ajuda militar de 16,5 milhões de dólares e de ajuda para o desenvolvimento ao governo interino de Honduras por causa do golpe de Estado, informou na quarta-feira a embaixada norte-americana no país.

REUTERS

09 Julho 2009 | 08h36

Além disso, Washington alertou que novos fundos de ajuda a Honduras estimados em 50 milhões de dólares estão sob risco em 2009, bem como 130 milhões de dólares que são fornecidos para cumprir as Metas do Milênio estabelecidas pela ONU, segundo comunicado divulgado pela missão diplomática no país centro-americano.

A ministra interina de Finanças, Gabriela Núñez, disse que a decisão dos EUA de suspender a ajuda militar e para o desenvolvimento de Honduras por causa do golpe de Estado é "contraproducente" para o diálogo entre as partes, que se inicia na Costa Rica nesta quinta-feira.

"É realmente preocupante esta decisão dos Estados Unidos, pois afeta importantes projetos que estavam em marcha ... É contraproducente para as negociações", disse Núñez a Reuters.

O presidente deposto de Honduras, Manuel Zelaya, e o governo interino de Roberto Micheletti vão se reunir nesta quinta-feira na Costa Rica, com a mediação do premio Nobel da paz Oscar Arias. O objetivo é buscar uma solução para a crise política que vive o país desde que Zelaya foi deposto e expulso pelos golpistas.

(Por Enrique Andrés Pretel, com reportagem adicional de Gustavo Palencia)

Mais conteúdo sobre:
HONDURAS EUA CORTA AJUDA*

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.