Ex-prefeita de Nova Iguaçu é envenenada pela empregada

A política Sheila Gama (PDT), de 60 anos, ex-deputada estadual fluminense e ex-prefeita de Nova Iguaçu, na Baixada Fluminense, está internada desde segunda-feira (10) na UTI do Hospital Pró-Cardíaco, em Botafogo (zona sul do Rio), em estado grave após ter sido envenenada com chumbinho pela própria empregada doméstica. A Polícia Civil pediu nesta quinta-feira a prisão preventiva da funcionária, cujo nome não foi divulgado. O pedido ainda não foi avaliado pela Justiça.

FÁBIO GRELLET, Estadão Conteúdo

13 Novembro 2014 | 17h07

Segundo a 16ª DP (Barra da Tijuca), a empregada já prestou depoimento e confessou ter envenenado a patroa. Ela contou que, em razão de atritos com Sheila, havia combinado que deixaria o emprego em dezembro. No entanto, diante da frequência de desentendimentos, na semana passada decidiu pedir demissão, e estava cumprindo aviso prévio.

Após mais uma discussão, no último dia 6, a empregada esvaziou uma cápsula do medicamento que Sheila consome diariamente, encheu com chumbinho e entregou para a patroa tomar.

Segundo o Hospital Pró-Cardíaco, Sheila teve uma "intoxicação exógena" e seu estado de saúde "inspira cuidados". Sheila elegeu-se deputada estadual em 2006, deixou o cargo em 2008 para ser candidata a vice-prefeita de Nova Iguaçu na chapa liderada por Lindbergh Farias (PT), e assumiu a prefeitura quando o petista se lançou candidato ao Senado, em 2010.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.