Forças iraquianas lutam contra Estado Islâmico em povoados próximos a Bagdá

Tropas iraquianas apoiadas por milicianos xiitas e as forças curdas peshmerga atacaram neste domingo duas aldeias a nordeste de Bagdá controladas por combatentes do Estado Islâmico, tentando limpar a estrada que liga a capital à fronteira com o Irã.

REUTERS

23 Novembro 2014 | 11h32

Oficiais do exército e peshmerga disseram que avançaram para Jalawla, a 115 quilômetros de Bagdá, e na cidade vizinha de Saadiya.

Dez soldados, peshmerga e milicianos foram mortos e 32 ficaram feridos nos confrontos, disse à Reuters uma fonte do hospital Khanaqin. Não é imediatamente conhecido números de vítimas pelo Estado islâmico.

O governo do Iraque, liderado por xiitas, vem tentando eliminar o Estado Islâmico com a ajuda de ataques aéreos liderados pelos Estados Unidos desde que o grupo radical avançou pelas províncias do norte do país em junho, com a população de maioria sunita, sem que tivesse havido resistência.

Na semana passada, o exército rompeu um cerco de vários meses na maior refinaria do país, ao norte de Bagdá, mas os combatentes do Estado Islâmico seguem avançando pelo território da província de Anbar, que faz fronteira com a Síria, Jordânia e Arábia Saudita.

(Reportagem de Saif Hameed em Bagdá e de Isabel Coles em Arbil)

Mais conteúdo sobre:
ESTADO ISLAMICO COMBATE*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.