Gata grávida lançada de carro atrai resgate para ninhada

Animal indicou a inspetor o caminho para o celeiro onde estava sua ninhada; segundo ele, filhotes teriam morrido se não fossem resgatados.

BBC Brasil, BBC

06 Outubro 2011 | 07h27

Uma gata resgatada após ser lançada de um carro em movimento surpreendeu um inspetor da sociedade protetora dos animais ao mostrar a ele o caminho ao local onde estavam os quatro filhotes aos quais havia dado à luz pouco depois do crime.

A gata, batizada de Jolie, foi vista no mês passado por um morador da cidade de March, no sul da Grã-Bretanha, que viu ela sendo jogada do carro e a alimentou e a monitorou à distância por duas semanas até conseguir confiná-la em um ambiente fechado para que pudesse ser tratada por um veterinário da Sociedade Real de Proteção aos Animais (RSPCA, na sigla em inglês).

O veterinário notou que a gata estava bastante magra e tinha arranhões no rosto em consequência de ter sido lançada do carro, além de ter pulgas e vermes. Ele percebeu ainda que ela tinha sinais de que havia parido recentemente.

O inspetor da RSPCA Jon Knight a levou então de volta ao local onde ela havia sido encontrada para que ela pudesse cuidar dos filhotes.

'Instinto maternal'

Knight conta que assim que o animal chegou ao local, começou a miar para ele. Jolie somente teria parado de miar quando ele começou a segui-la, até chegar a um celeiro a 300 metros dali, onde estavam os filhotes.

Segundo o inspetor, os filhotes teriam morrido de desidratação se a gata tivesse sido mantida para tratamento no veterinário e não voltasse ao local.

"Não havia a mínima possibilidade de que eu pudesse ter encontrado esses filhotes sem a ajuda da gata. Ela estava a uma longa distância do jardim no qual ela tinha sido encontrada e estava claramente fazendo de tudo para me conduzir até o local onde estavam seus filhotes", disse Knight.

"Em meus 15 anos como inspetor eu nunca tinha visto isso. Fiquei bastante surpreso", afirmou.

Segundo ele, a gata mostrou "um verdadeiro instinto maternal e determinação".

Os filhotes, que ainda tinham os olhos fechados, foram levados com a mãe para um centro de proteção de animais, onde ficarão até crescerem o suficiente para serem adotados. BBC Brasil - Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização por escrito da BBC.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.