Indy causa problemas em SP, mais de 40 dias depois

Mais de 40 dias depois da realização da Fórmula Indy em São Paulo, motoristas que passam por vias que receberam o circuito da prova ainda convivem com a falta de sinalização de trânsito. Na Marginal do Tietê, perto do Anhembi, na zona norte, um trecho de quase 1,5 km segue sem nenhuma faixa divisória na pista local, sentido Castelo Branco, o que expõe os condutores ao risco de acidentes.

AE, Agência Estado

15 Junho 2011 | 10h33

Para a corrida, que ocorreu nos dias 1º e 2 de maio, a Prefeitura recapeou a área com um tipo especial de asfalto, mas ainda não repintou as demarcações das faixas de rolamento. O problema vai da esquina da Rua Massinet Sorcinelli até o acesso à Avenida Olavo Fontoura.

O consultor de trânsito Sergio Ejzenberg explica que a ausência de sinalização no asfalto deixa a circulação insegura para todos, mas os motociclistas correm mais riscos. "Eles não conseguem se balizar para ver por onde passar. E os carros têm uma navegação menos previsível." Ele diz que a Companhia de Engenharia de Tráfego (CET) pode ser responsabilizada caso a falta de faixas provoque acidentes.

Em nota, a Prefeitura informou que a CET já tem um projeto para repintar as faixas na Marginal do Tietê e na Rua Professor Milton Rodrigues, mas não deu prazos. Sobre as muretas de concreto usadas para a corrida, diz que a retirada deve ocorrer "nos próximos dias". As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

Mais conteúdo sobre:
Fórmula Indy trânsito problemas asfalto SP

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.