Juiz chileno manda prender filhos e viúva de Pinochet

Mandados de prisão são resultado de investigações por enriquecimento ilícito.

BBC Brasil, BBC

04 de outubro de 2007 | 14h05

Um juiz do Chile emitiu nesta quinta-feira mandados de prisão contra os cinco filhos e a viúva do ex-líder militar do país, Augusto Pinochet. A família do general, que morreu em dezembro de 2006, é acusada de enriquecimento ilícito.Juntamente com as ordens de prisão contra os familiares de Pinochet, o juiz Carlos Cerda emitidos mandados de detenção para outras 17 pessoas, 13 dos quais são militares.O responsável pelas investigações, Arturo Herrera, disse que eles atuaram na Casa Militar do Chile, de onde foram desviadas as verbas que teriam beneficiado o general Pinochet, sua família e seus aliados. Pinochet governou o Chile de 1973 a 1990. Ele era acusado de crimes financeiros e de violação dos direitos humanos, mas morreu antes de ir a julgamento.A decisão do juiz Cerda é relacionada às investigações, iniciadas em 2005, sobre as contas milionárias do ex-líder chileno em bancos estrangeiros, como o Riggs, dos Estados Unidos.O inquérito apurou que Augusto Pinochet mantinha uma fortuna de cerca de US$ 27 milhões fora do Chile.Mais de três mil pessoas tiveram morte confirmada ou desapareceram durante o regime militar comandado pelo general.BBC Brasil - Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização por escrito da BBC.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.