Líder arrozeiro chama Genro de 'terrorista-mor'

O prefeito de Paracaima (Roraima), Paulo César Quartiero (DEM), líder dos arrozeiros da reserva indígena Raposa Serra do Sol, afirmou hoje em palestra para militares no Clube da Aeronáutica, no Rio, que irá acatar qualquer decisão do Supremo Tribunal Federal (STF) sobre a demarcação das terras indígenas, mas chamou o ministro da Justiça, Tarso Genro, de "terrorista-mor". "Acho que vai ser apenas uma decisão que envolve uma série de outras. Vamos ter que acatar, mas nós temos que tomar uma atitude e avaliar o que representamos. Nós nos sentiremos pessoas sem pátria. Me ligaram hoje de Pacaraima dizendo que a Polícia Federal dobrou o número de homens lá. Se o Supremo der área contínua, eles não vão nos varrer do mapa? Vamos resistir com o quê? Vamos protestar. O terrorismo é feito pelo seu terrorista-mor, aquele nosso amigo Tarso Genro. Esse é terrorista. Nós pedimos apenas a judicialização da questão. O governo faz terrorismo de Estado", afirmou o prefeito.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.