Lista de 300 fazendas não atende à demanda da União Européia

O consultor Fabiano Tito Rosa, da Scot, explica que a demanda européia por carne bovina brasileira é de 500 mil toneladas equivalente carcaça (TEC). Deste total, 240 mil toneladas referem-se à carne industrializada, que não sofrerá restrições. O embargo atinge as 260 mil toneladas de carne in natura. Levando em conta que um animal produz em torno de 306 quilos de carne no total, seriam necessários 850 mil animais para produzir o volume necessário para atender à demanda européia. No entanto, a UE só compra alguns poucos e nobres cortes. Considerando que 15% da carcaça se destine a atender à demanda da UE, calcula Tito Rosa, cada animal fornecerá apenas 46 quilos de carne para o bloco. Desta forma, para produzir 260 mil TEC, é preciso abater 5,6 milhões de animais. Se considerarmos uma taxa de desfrute média de 30%, o rebanho total será de 19 milhões de cabeças. ''''Portanto, para atender à demanda européia em sua totalidade, é preciso que cada uma das 300 fazendas possua um rebanho de 63 mil cabeças. É muita coisa'''', conclui Tito Rosa.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.