Lula diz que reforma tributária foi feita por 'muitas mãos'

O presidente Luiz Inácio Lula da Silvaafirmou nesta quarta-feira que a proposta de reforma tributáriaque será enviada ao Congresso na quinta-feira é de toda asociedade e não apenas do governo. "Nós vamos mandar para o Congresso uma proposta de políticatributária da sociedade brasileira. Não é uma proposta dogoverno, é uma proposta feita com muitas mãos, com muitascabeças", disse Lula a jornalistas pouco antes de fazer suaapresentação sobre o projeto a empresários no Palácio doPlanalto. Os argumentos são similares aos utilizados pelo presidenteno envio da primeira reforma tributária de seu governo, em2003. "Nós esperamos que depois da entrada no Congresso, oCongresso discuta, aperfeiçoe, que os governadores ajudem, queos prefeitos ajudem, que os trabalhadores ajudem e asdivergências que por ventura existirem possam ser dirimidasdentro do Congresso", disse. Ele afirmou ainda que o envio da reforma tributária aoCongresso dará ao Brasil a possibilidade de indicar serealmente quer uma mudança da estrutura de impostos do país. "É uma outra chance que o Brasil tem de provar ao mundo sequer ou se não quer uma reforma tributária", afirmou. O presidente quer que a proposta seja votada este ano, masacredita que as eleições de outubro podem retardar o processo. "Temos um ano político. Vocês conhecem o Congresso Nacionale sabem que a partir de junho está todo mundo na rua fazendocampanha. O ideal é que se a proposta tributária merece apressa que todos dizem que merece e o governo acha que mereceentão acho que poderão discutir e votar este ano ainda", disse. O projeto já foi apresentado a políticos da base e daoposição, a sindicalistas e agora a empresários. (Texto de Carmen Munari; Edição de Mair Pena Neto)

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.