Maioria dos italianos católicos 'desconhece a Bíblia', diz pesquisa

Apenas um em dez conseguiu responder a perguntas sobre a religião em pesquisa.

Da BBC Brasil, BBC

29 de abril de 2008 | 13h40

Os italianos estão entre os católicos que mais desconhecem a Bíblia, segundo uma pesquisa realizada em nove países a pedido da Federação Bíblica Católica.Entre os entrevistados na Itália, 88% disseram que se consideram católicos, mas apenas 27% deles disseram ter lido parte da Bíblia no último mês, e apenas um em três disse ir regularmente à igreja.Além disso, apenas um em dez conseguiu responder corretamente a todas as perguntas religiosas feitas pelos entrevistadores.Entre as assuntos que pareciam confundir os entrevistados estavam se Jesus ajudou a escrever a Bíblia e se Moisés e Paulo aparecem no Velho Testamento.A pesquisa - realizada pelo instituto de pesquisa italiano Eurisko - entrevistou 13 mil pessoas nos Estados Unidos, na Grã-Bretanha, na Holanda, na Alemanha, na Espanha, na Polônia, na Rússia, na Itália e na França.InteresseDe acordo com os resultados, os americanos são os que mais rezam - 87% dos entrevistados. E os franceses, os que menos rezam - 49% dos entrevistados.Americanos, britânicos, holandeses, alemães, espanhóis, poloneses e russos tendem a rezar com as próprias palavras, enquanto italianos e franceses tendem a usar orações que memorizaram.Segundo o correspondente da BBC em Roma, Christian Fraser, apesar de demonstrar pouco conhecimento da Bíblia, os italianos não parecem desencantados com a religião. A pesquisa revelou que eles têm muito interesse em aprender porque a maioria parece convencida de que Deus está tomando conta deles.A pesquisa será utilizada em uma reunião de bispos católicos que será realizada no Vaticano em outubro.BBC Brasil - Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização por escrito da BBC.

Tudo o que sabemos sobre:
católicos bíblia pesquisa

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.