Manifestantes depredam prédios em Porto Alegre

Sete participantes dos atos ligados à mobilização pelo passe livre foram detidos e liberados durante a madrugada desta sexta-feira

ELDER OGLIARI, Agência Estado

27 de setembro de 2013 | 10h58

Manifestantes ligados à mobilização pelo passe livre no transporte público depredaram fachadas de prédios do centro de Porto Alegre na noite de quinta-feira, 26. Sete participantes dos atos foram detidos pela Brigada Militar e liberados durante a madrugada desta sexta-feira.

O grupo formado por cerca de 200 pessoas, segundo estimativa da Brigada Militar, se reuniu diante da prefeitura, na praça Montevidéu, e seguiu para a Praça Marechal Deodoro, em torno da qual estão palácios do Executivo, Legislativo e Judiciário, além da catedral metropolitana. No caminho, pararam diante do edifício no qual o prefeito José Fortunati (PDT) mora e queimaram um boneco dele e tapumes.

Na praça, os manifestantes atiraram pedras na catedral. Depois, na Rua Duque de Caxias, repetiram o gesto quebrando vidros do Museu Júlio de Castilhos, recentemente restaurado. Antes de se dispersar, os manifestantes também depredaram fachadas de alguns estabelecimentos como agências bancárias e minimercados.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.