Mario Campos e Pedro Batista deixam a Vinci Partners--fonte

Mario Campos e Pedro batista, dois sócios da empresa de gestão de recursos e de private equity Vinci Partners, estão deixando a companhia, disse nesta sexta-feira à Reuters uma fonte com conhecimento do assunto.

Reuters

08 de março de 2013 | 19h57

Campos é o responsável pela área de renda variável da gestora, enquanto Batista é o responsável pela área de Pesquisa da Vinci Partners. Ambos estão saindo para criar juntos uma nova gestora de recursos, disse a fonte, sem dar mais detalhes.

A Vinci foi criada por um grupo de executivos liderados por Gilberto Sayão quando o BTG Pactual do banqueiro André Esteves comprou a unidade brasileira do UBS, por 2,5 bilhões de dólares em 2009.

Oficialmente, a Vinci Partners afirmou que não iria se manifestar sobre o assunto. A Reuters não conseguiu contato com Campos e Batista.

Campos foi diretor de renda variável para a América Latina do UBS entre 2006 e 2009, coordenando mais de 100 operações de mercado de capitais. Batista foi sócio do Pactual entre 2000 e 2008, e trabalhou como estrategista e analista.

(Por Aluísio Alves, com reportagem adicional de Guillermo Parra-Bernal)

Tudo o que sabemos sobre:
FINANCASVINCISAIDA*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.