Mercedes-Benz pagará US$ 1,2 milhão por dano ambiental

A Mercedes Benz terá que pagar US$ 1,2 milhão por violar as normas ambientais dos Estados Unidos sobre emissões na atmosfera, informou nesta sexta-feira a Agência de Proteção Ambiental (EPA) americana.A empresa também terá que "melhorar sua pesquisa sobre defeitos nas emissões e seu sistema de notificações para garantir o cumprimento futuro das normas, com um custo estimado de aproximadamente US$ 1 milhão por ano".Segundo o comunicado da EPA, vários modelos da Mercedes-Benz entre 1998 e 2006 tinham defeitos nos conversores catalíticos que deveriam ter filtrado as emissões, mas que permitiram o escape de 500 toneladas de poluentes. O fabricante demorou a notificar o problema.Depois que a EPA começou a investigar o problema, a Mercedes começou um "recall" para regular dois dos defeitos e notificou aos proprietários que ampliaria a cobertura da garantia para resolver um terceiro.A EPA destacou que os poluentes não filtrados são os principais culpados pela produção do "smog", que contribui para o desenvolvimento de câncer, além de prejudicar as pessoas com asma e problemas respiratórios.

Agencia Estado,

22 de dezembro de 2006 | 01h58

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.