Michelle Obama visita Nelson Mandela na África do Sul

A primeira-dama dos Estados Unidos, Michelle Obama, fez uma visita a Nelson Mandela nesta terça-feira, no primeiro dia de sua viagem à África, informaram a Fundação Nelson Mandela e a Casa Branca.

JEFF MASON, REUTERS

21 Junho 2011 | 12h13

Acompanhada por sua mãe e suas duas filhas, Michelle Obama visitou o ex-presidente sul-africano e ícone da luta anti-apartheid, que tem 92 anos, na residência dele em Houghton, subúrbio de Johanesburgo. A Fundação descreveu a ocasião como uma visita de cortesia.

As fotos do encontro divulgadas pela Casa Branca mostram uma primeira-dama sorridente e suas filhas, Sasha e Malia, sentadas ao lado de Mandela em um sofá na casa dele.

Mandela não é visto em público desde que foi hospitalizado, em janeiro.

Ele fez uma visita a seu povoado natal em maio, a primeira desde que passou vários dias hospitalizado por uma doença respiratória, em janeiro. Desde então, ele vem recebendo cuidados médicos em sua casa.

Mandela se aposentou da vida pública em junho de 2004, antes de seu 86o aniversário, dizendo a seus conterrâneos, pelos quais é profundamente amado, "não me chamem. Eu chamarei vocês". Desde então ele apareceu em público em poucas ocasiões, e, quando o tem feito, sua aparência é de fragilidade crescente.

Antes de ir à casa de Mandela, Michelle Obama visitou o escritório da fundação e viu uma exposição de objetos do arquivo, incluindo a escrivaninha que Mandela usava na prisão, seus calendários e cadernos.

Ela teria dito que a fundação "realiza um trabalho muito importante".

A primeira-dama norte-americana chegou à África do Sul na noite de segunda-feira e teve um encontro com Nompumelelo Zuma, uma das esposas do presidente Jacob Zuma, na capital Pretória.

A visita de Michelle Obama à África do Sul e Botsuana é a segunda viagem oficial ao exterior que ela faz sozinha com o objetivo de promover políticas dos EUA relativas à educação, saúde e democracia.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.