Morre 3ª vítima de explosão em supermercado do Rio

Subiu para três a quantidade de mortos devido à explosão provocada por vazamento de gás ocorrida no supermercado Multi Market, em Irajá, zona norte do Rio de Janeiro, no último dia 31 de outubro. Luciano Rodrigues de Souza, 29 anos, estava internado no Hospital Estadual Pedro II, em Santa Cruz, zona oeste, e morreu por volta das 20 horas desta sexta-feira. Segundo a Secretaria Municipal de Saúde, ele teve uma parada cardiorrespiratória decorrente da inalação de fumaça em excesso.

MARCELO GOMES, Agência Estado

17 de novembro de 2012 | 16h34

Na última quarta-feira, morreu Ricardo Santos, de 30 anos. Ele estava internado no Hospital Estadual Melchíades Calazans, em Nilópolis, na Baixada Fluminense, e morreu de falência múltipla dos órgãos. Ricardo era gerente do supermercado e estava internado em estado grave com queimaduras de 1º e 2º graus no rosto, pernas e braços.

A primeira vítima foi Marcos Valério Teixeira Alves, de 51 anos, que morreu no Hospital Pedro II em 6 de novembro de parada cardiorrespiratória. Outras sete pessoas ficaram feridas.

O acidente ocorreu no local onde funcionava a padaria do mercado, na manhã do dia 31 de outubro, no momento de abertura da loja, quando trabalhavam cerca de 20 dos 60 funcionários do estabelecimento. Poucos clientes circulavam pelo local.

Testemunhas relataram ter visto algumas das vítimas saindo do mercado com o corpo em chamas. O impacto da explosão estilhaçou as portas de vidro e derrubou parte do forro do teto na entrada do mercado. O estabelecimento foi inaugurado há menos de um ano e ocupa o andar térreo de um prédio residencial de seis pavimentos.

Tudo o que sabemos sobre:
explosãomortessupermercadoRio

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.