Morre o escritor mexicano Carlos Fuentes

Na tarde de segunda-feira, o mundo literário reagiu surpreso ao boato sobre a morte do escritor colombiano Gabriel García Márquez, prêmio Nobel de Literatura de 1982. Os ânimos ainda se acalmavam com a falsidade do fato, quando nesta terça-feira chegou, da Cidade do México, uma notícia verdadeira: a morte do mexicano Carlos Fuentes, aos 83 anos, de problema cardíaco.

AE, Agência Estado

15 Maio 2012 | 21h32

Autor de mais de 50 obras, entre romances, ensaios, peças teatrais e contos, Fuentes estava internado em um hospital da capital mexicana para onde foi levado depois de passar mal, na manhã desta terça-feira.

O médico Arturo Ballesteros, que o atendeu em sua residência, revelou a uma emissora de TV que o escritor teve "uma hemorragia intensa durante a noite derivada de uma úlcera". Segundo ele, eram 5 horas da manhã (7 horas em Brasília), quando a mulher de Fuentes, Silvia Lemus, percebeu seu estado crítico. Quando foi atendido, ele, no entanto, estava em estado de choque. "Nós o transportamos imediatamente ao hospital Ángeles, mas, apesar de todos os nossos esforços, Fuentes morreu às 12h15 (14h15 em Brasília)", disse Ballesteros. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

Mais conteúdo sobre:
morte Carlos Fuentes

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.