MP faz vistoria na Fundação Casa após tortura

Diretor da unidade e quatro funcionários foram afastados após exibição na TV de imagens de jovens sendo agredidos

GABRIELA VIEIRA, Agência Estado

19 de agosto de 2013 | 11h17

Atualizado às 14h55. Após denúncia de tortura a internos, o Ministério Público de São Paulo faz na manhã desta segunda-feira, 19, uma vistoria na Fundação Casa da Vila Maria, zona norte de São Paulo. De acordo com o órgão, dois promotores visitam o complexo, que abriga 521 menores infratores em suas quatro unidades. Matheus Jacob Fialdini, promotor de Justiça da Infância e Juventude, é um dos representantes do MP que participam da vistoria.

Imagens exibidas nesse domingo, 18, pelo programa Fantástico, da TV Globo, mostram funcionários torturando internos na unidade João do Pulo. O diretor da unidade, Wagner Pereira da Silva, e quatro funcionários que aparecem no vídeo - dois deles espancam os menores, enquanto um terceiro presencia o ato de violência - foram afastados da fundação. A Corregedoria-Geral da instituição também abriu uma sindicância para investigar a acusação.

Tudo o que sabemos sobre:
Fundação Casatortura

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.