Navio japonês derrama 4.500 toneladas de petróleo no mar

Um petroleiro japonês que navegava combandeira de Cingapura colidiu com um cargueiro no Oceano Índico ederramou no mar cerca de 4.500 toneladas de petróleo, informaa companhia Mitsui O.S.K., que operava o navio.O acidente aconteceu na tarde de segunda-feira, cerca de 530quilômetros a oeste da ilha Grande Nicobar, em águas territoriaisindianas.Segundo informou a agência Kyodo, que citou fontes da empresa,o vazamento de petróleo resultante da colisão é o maior járegistrado num petroleiro japonês.A empresa informou, no entanto, que dificilmente haverá umdesastre ecológico no litoral do Índico, já que a carga era depetróleo leve e a maior parte deverá evaporar em questão de dias,enquanto o resto afundará no oceano.O navio, o Bright Artemis, de 146.463 toneladas, tinha umatripulação de 23 marinheiros, que não sofreram danos.A capacidade de navegação do petroleiro não foi afetada nacolisão com o outro navio, também de bandeira cingapuriana, ocargueiro Amar, de 10.208 toneladas.O choque aconteceu quando o Bright Artemis se aproximava paraoferecer ajuda ao Amar, onde tinha começado um incêndio. Após a colisão, o petróleo começou a fluir por um rombo de cincometros de comprimento e um de largura no casco. O navio tinha enchido seus tanques com 250 mil toneladas depetróleo em Omã e na Arábia Saudita, e seguia rumo ao porto japonêsde Chiba quando ocorreu o acidente. O capitão do navio é croata. A maior parte da tripulação éformada por filipinos.

Agencia Estado,

15 de agosto de 2006 | 15h09

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.