O. J. Simpson é condenado a 33 anos de prisão

Ex-ator americano, acusado de seqüestro e roubo, ainda poderá apelar da sentença.

Da BBC Brasil, BBC

05 Dezembro 2008 | 20h18

O ex-ator e ex-jogador de futebol americano O.J. Simpson foi condenado nesta sexta-feira a 33 anos de prisão por 12 crimes, incluindo seqüestro e roubo, em conexão com um episódio ocorrido em um hotel de Las Vegas em setembro de 2007. Simpson foi considerado culpado por ter roubado e seqüestrado dois vendedores de artigos esportivos para colecionadores no hotel Palace Station. O ex-jogador estava tentando recuperar artigos ligados a sua carreira como esportista que estavam com as duas vítimas. Simpson alegava que os objetos ainda lhe pertenciam. O ex-ator foi condenado individualmente por cada uma das 12 acusações. A mais séria condenação foi de 15 anos de prisão por seqüestro. Simpson pode apelar da sentença e, caso ela seja confirmada, terá o direito de pedir liberdade condicional após nove anos de prisão. A condenação foi anunciada em outubro, mas apenas nesta sexta-feira Simpson conheceu sua pena. Um cúmplice dele, Clarence Stewart, também foi condenado a 15 anos de prisão. Ao emitir a sentença, a juíza Jackie Glass disse que as provas contra Simpson eram irrefutáveis. Glass descreveu Simpson como "arrogante" e "ignorante". "Você foi para o quarto, você pegou armas, você usou a força, você se apossou de bens alheios e, neste Estado, isso é roubo com arma letal", afirmou a juíza. Lágrimas Antes da sentença, com lágrimas nos olhos e voz embargada, o ex-ator fez um apelo por clemência à juíza. "Eu não tive a intenção de ferir ninguém e não tive a intenção de roubar ninguém", disse. "Eu não sabia que o que eu estava fazendo era ilegal. Pensei que estivesse lidando com amigos e recuperando meus bens. Por isso, peço desculpas. Desculpe por tudo isso." Em 1995, Simpson foi inocentado da acusação de assassinar sua ex-mulher, Nicole Brown Simpson, e um amigo dela, Ronald Goldman - em um episódio que foi chamado na época de "o julgamento do século". Apesar de ter se livrado de uma condenação por homicídio, o ex-ator foi condenado em um julgamento posterior a pagar US$ 33,5 milhões em indenizações. No cinema, Simpson foi estrela de filmes como Inferno na Torre (1974) e na trilogia Corra que a Polícia Vem Aí (1988, 1991 e 1994). BBC Brasil - Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização por escrito da BBC.

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.