ONU e empresas pedem mais ação da China contra efeito estufa

Representantes das Nações Unidas e do empresariado chinês afirmaram que a China r, especialmente, o setor privado que faz negócios nesse país precisam assumir um papel mais ativo no desafio representado pela mudança climática. A China se transformou no maior emissor mundial de dióxido de carbono, principal gás responsável pelo aquecimento global, segundo um relatório divulgado esta semana pelas autoridades ambientais holandesas. Os empresários chineses participam com a delegação mais numerosa - um total de 120 integrantes - da cúpula do Global Compact, também chamada Pacto Mundial, realizada em Genebra e que reúne cerca de mil líderes e diretores de empresas de todo o mundo. Entre as empresas representadas se encontram várias das multinacionais mais poderosas do planeta, que se comprometeram voluntariamente com uma série princípios sociais, ambientais e de direitos humanos estabelecidos pela ONU em 2000. Representantes chineses e da ONU, que participaram de uma reunião sobre a maneira de enfrentar a mudança climática na China, afirmaram que esse fenômeno deve se transformar em uma das prioridades de Pequim em matéria de desenvolvimento.

Efe

07 Julho 2007 | 21h53

Mais conteúdo sobre:
china onu aquecimento global

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.